Dia das Mulheres

ESG E ODS 5: IGUALDADE DE GÊNERO

Você sabe o que quer dizer as siglas ESG e ODS e o que isso tem a haver com os processos da sua empresa? Atualmente não basta olharmos somente para os processos produtivos e administrativos de cada organização. Precisamos ter uma visão global sobre os acontecimentos. E entender qual o nosso papel neste contexto.

Por isso, neste post você vai entender melhor o que significa ESG ou “Environmental, Social and Governance”. Além disso, também vai se aprofundar na ODS 5 ou Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 5, que diz respeito à Igualdade de Gênero.

ESG: qual o significa e importância?

ESG (Environmental, Social and Governance) corresponde às práticas ambientais, sociais e de governança de uma empresa. Na prática significa que um time multidisciplinar, apoiado pela alta direção, deverá organizar Políticas e Processos para garantir que estas práticas realmente ocorram no dia-a-dia da empresa.

Além de motivos relacionados ao propósito de cada organização e tornar o planeta um lugar melhor, as questões ambientais, sociais e de governança passaram a ser consideradas essenciais nas análises de riscos e nas decisões de investimentos. Desta forma, investidores passaram a colocar forte pressão sobre o setor empresarial, segundo artigo da Iniciativa Pacto Global.

Segundo o mesmo artigo, ESG é a indicação de solidez, custos mais baixos, melhor reputação e maior resiliência em meio às incertezas e vulnerabilidades. Ampliando, desta forma, a competitividade do setor empresarial.

É importante salientar, que cada empresa precisa entender seu papel no contexto global. A partir daí, direcionar suas forças para reduzir ou até eliminar os impactos causados por suas operações.

Para que você possa entender a questão da ESG através de um olhar prático, vamos imaginar cada um dos pontos de forma separada:

  • Ambiental – significa o quanto a empresa tem reduzido seus impactos ao planeta. Por exemplo, com redução ou eliminação de gases poluentes. Ou utilizando a logística reversa para potencializar a reciclagem de diferentes materiais. E muitas outras iniciativas voltadas para o meio ambiente.
  • Social – neste quesito, as empresas precisam estar atentas a eliminação da discriminação entre as pessoas. Também dar oportunidades iguais às mulheres. Iniciativas também de redução da pobreza e acesso a crédito de pessoas mais vulneráveis.
  • Governança – sistema que garante que os processos estabelecidos pela empresa sejam cumpridos conforme sua cultura. Ou seja, não basta comunicar é preciso realizar. Aqui também devem ser levados em consideração, redução de fraudes, redução de conflitos e riscos ao negócio.

Como iniciar as práticas ESG?

Pode parecer simples elaborar diversos documentos sobre o assunto. Ou então contratar um consultor que faça tudo de forma rápida. Porém aqui cabe uma atenção: de nada valerá estes documentos se tudo não estiver acontecendo e gerando resultados na prática.

Por isso, separamos algumas dicas para você que está começando a implementar ESG:

  1. Forme um grupo multidisciplinar que esteja comprometido com os estudos e com o tempo que esta atividade vai demandar.
  2. Estude muito, através de fontes confiáveis, os conceitos ESG e todas as possibilidades que tem coerência com os propósitos da sua organização.
  3. Não busque a perfeição, comece pequeno e simples. O mais importante neste primeiro momento é dar o primeiro passo e garantir que a iniciativa foi incorporada à cultura da empresa.
  4. Estabeleça encontros com frequência máxima de 30 dias. Estes encontros precisam ter um líder específico e uma pauta clara e organizada.
  5. Tenha uma Lista de Ideias relacionadas ao assunto. Faça o acolhimento de todas as ideias, porém estabeleça método claro para priorização das atividades e comunicação do status de cada ação para todos da empresa.

Como a ideia é dar o primeiro passo, estabeleça suas ações embasadas no que chamamos de ODS.

ODS: o que significa?

ODS significa Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Estes objetivos fazem parte do Plano de Ação Universal, elaborada pela Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. A Agenda 2030 foi adotada em setembro de 2015 por 193 Estados Membros da ONU.

Este Plano de Ação Universal, além dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, contém:

  • Uma Declaração com a visão, os princípios e os compromissos acordados.
  • O acompanhamento e avaliação através do Fórum Político de Alto Nível.
  • E a própria implementação dos Objetivos e suas metas, que exige parcerias e solidariedade na mobilização de recursos, um engajamento entre governos, setor privado, sociedade civil e o Sistema ONU.

São 17 objetivos e, dentro deles, estão ao todo 169 metas de ação global para alcance até 2030. Para que você possa iniciar sua análise, avalie quais dos 17 objetivos abaixo estão mais relacionados com seu negócio e como contribuir de forma assertiva e eficaz.

  1. Erradicação da Pobreza
  2. Fome Zero e Agricultura Sustentável
  3. Saúde e Bem Estar
  4. Educação de Qualidade
  5. Igualdade de Gênero
  6. Água Potável e Saneamento
  7. Energia Limpa e Acessível
  8. Trabalho Decente e Crescimento Econômico
  9. Indústria, Inovação e Infraestrutura
  10. Redução das Desigualdades
  11. Cidades e Comunidades Sustentáveis
  12. Consumo e Produção Responsáveis
  13. Ação Contra Mudança Global do Clima
  14. Vida na Água
  15. Vida Terrestre
  16. Paz, Justiça e Instituições Eficazes
  17. Parceiras e Meios de Implementação

Em cada um deles, você vai encontrar diversas metas que devem ser desdobradas em ações concretas. Essas ações devem ser organizadas, realizadas, monitoradas e melhoradas constantemente.

Dia das Mulheres
Dia das Mulheres

ODS 5 – Igualdade de Gênero: qual sua importância?

Dentro de todos os Objetivos para as práticas ESG, neste artigo você vai entender mais profundamente as questões relacionadas à Igualdade de Gênero.

Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas é tratado dentro da ODS 5. O que inclui, dentre diversos aspectos acabar com todas as formas de discriminação contra todas as mulheres e meninas em todas as partes. E garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão.

Por isso, é importante salientar que é de responsabilidade de cada empresa melhorar o ambiente de trabalho para as mulheres, através de ações efetivas e sustentáveis.

Você pode fazer diversas análises dentro do Sistema de Governança da sua empresa:

  • Onde está escrito de forma clara políticas que garantem a contratação de mulheres em cargos de liderança?
  • É fácil e seguro, para qualquer mulher, denunciar alguma prática de abuso sexual?
  • Na pauta de quais reuniões, o tema de igualdade de gênero está sendo tratado?
  • O que as mulheres que trabalham na organização dizem sobre como se sentem em trabalhar nesta empresa?

Muitas outras questões podem ser levantadas. O mais importante aqui é você colocar em pauta o tema e entender que a alta direção está comprometida. Pois somente através de mudança de cultura e ações efetivas a mudança ocorre de fato.

Documentos para seu Sistema de Gestão

Deixaremos indicados aqui neste artigo, alguns documentos pela qual sua empresa pode começar na implementação das práticas ESG:

  1. Política ESG: trata-se de um documento abrangente, com regras e direções de como a empresa vai tratar cada uma das temáticas relacionadas ao tema.
  2. Política de Benefícios: garantir que mulheres tenham seus direitos garantidos, como licença maternidade e ajuda durante amamentação. Mas também levar em consideração benefícios para pais de recém nascidos, afinal de contas homens também precisa realizar suas tarefas em casa.
  3. Procedimento para Contratação de Pessoas: independente se você precisa fazer este documento do zero ou precisa revisar, nele precisa constar quais são as ações que garantem que mulheres são chamadas para entrevista na mesma proporção, inclusive para cargos de liderança. Que mulheres não são desconsideradas por condições pessoais, como filhos e estado civil.
  4. Procedimento para Denúncia de Casos de Assédios: neste caso, é importante entender que além do documento escrito, é necessário pensar na questão de recursos. Por exemplo: a denúncia será feita de forma anônima? Como?

Após elaboração dos documentos por uma equipe multidisciplinar, não esqueça de realizar a comunicação do conteúdo à todos os membros de sua organização. O que pode incluir também pessoas de fora, como prestadores de serviço.

Além disso, treinamentos estruturados e periódicos devem ser realizados, a fim de garantir que o novo sistema seja parte da cultura da empresa.

A comunicação de tudo que foi desenhado e proposto é fundamental para o sucesso da mudança cultural.

E para finalizar, você ainda pode controlar todos esses documentos e elaborar trilhas de treinamento através de uma ferramenta digital, como a Plataforma ESA. Sempre leve em consideração que a transformação digital do seu negócio também está na Gestão do Conhecimento. Por isso, automatizar tarefas de revisão de todos esses procedimentos, ou garantir que nenhum deles esteja vencido ou ainda permitir que todos os colaboradores possam acessar esta informação facilmente também é papel do gestor.

Agora mãos à obra. É sua vez de fazer a diferença!


Sobre a PLATAFORMA ESA:

A Plataforma ESA é um local simples e intuitivo, onde você pode guardar, atualizar e buscar informações e procedimentos de forma mais fácil e menos burocrática.

Experimente Grátis em https://web.plataformaesa.com.br/experimente-gratis

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.